Logotipo

Pecuária Sustentável

Somos pioneiros no monitoramento de carne dos biomas Amazônia e Cerrado

A certeza de realizar uma compra consciente e optar por uma carne no ponto certo, ou seja, produzida dentro de critérios socioambientais, é realidade para nossos clientes. Somos o primeiro varejista a monitorar 100% da carne bovina originária dos biomas Amazônia e Cerrado.

Em dezembro de 2015, concluímos a implantação de nosso Sistema de Monitoramento e Gestão de Risco da Carne Bovina. Desde então, garantimos a nosso consumidor que não vendemos carne bovina que contribuam para o desmatamento da Amazônia e o trabalho escravo, nem que tenham origem em áreas embargadas, terras indígenas e unidades de conservação. Depois dessa experiência bem-sucedida, expandimos nosso programa para todo o Cerrado em 2017.

Arte representando o Bioma Amazonia

Pioneiro no mercado varejista brasileiro, nosso sistema tem como diferencial a integração de dados de georreferenciamento, que mapeiam desmatamento, terras indígenas e unidades de conservação, a partir de informações das listas públicas de áreas embargadas e trabalho escravo. Além disso, ele é responsável por analisar os fornecedores diretos de nossa empresa.

Todos os dados de fornecedores de carne bovina com frigoríficos nos biomas Amazônia e Cerrado estão inseridos nessa ferramenta. Isso representa mais de 100 mil fazendas que fornecem gado para cerca de 32 plantas frigoríficas.

Foto de bois


Bem-estar Animal

Grupo BIG e o compromisso de vender ovos livres de gaiolas

Com o objetivo de fomentar o consumo de alimentos saudáveis, produzidos por uma cadeia produtiva pautada por conceitos sustentáveis e que valorizem o bem-estar animal, anunciamos, em abril de 2019, o compromisso de comercializar somente ovos de galinhas livres de gaiolas. Essa transição será concluída em todas as lojas até 2028.

Acreditamos que uma mudança significativa na cadeia produtiva de ovos não vá acontecer sem o comprometimento de todos os segmentos envolvidos, incluindo: produtores, indústria de alimentos, governo, varejistas e consumidores, já que o grande varejo participa com apenas 10% das vendas totais de ovos no Brasil. Estamos prontos para, em parceria com organizações não governamentais (ONGs), promover um movimento que reúna todos esses segmentos, visando a difundir práticas que valorizem o bem-estar animal.

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
Linkedin